fbpx
Páscoa – O Sofrimento de Cristo e sua Recompensa

Dica do Capelão

Páscoa – O Sofrimento de Cristo e sua Recompensa

A Páscoa tornou-se uma festa popular no nosso mundo ocidental.

Mercados cheios, spans em nossas redes virtuais, propagandas de TV com cores, movimento e sabores, amigo “chocolate”, feriado prolongado, enfim, muita festa!

Mas, ao observarmos de maneira mais atenta e profunda, percebemos que a Páscoa era um evento de contrição para o povo Judeu, um contraste de celebração e lamento, de lembranças de angústia e dor.

Dor e Sofrimento – palavras que causam medo e pavor aos seres humanos! E não associamo-las às nossas festas!

Sim, o sofrimento nos é temeroso, e sim, isto faz parte de nossa humanidade contemporânea, apesar das cirurgias plásticas, das fotos de família feliz nas redes sociais, o ser humano atual também sofre, contudo, o maior sofrimento imposto à humanidade não é assumido. O maior sofrimento está no PECADO que nos cerca, que nos assedia e por fim nos leva à morte.

Antes de avançarmos, vale lembrarmos que antes do pecado, Deus termina sua Obra de Criação e Declara a qualidade da Perfeição:

“Eis que tudo é muito bom” (Gn 1.31).

A dor e sofrimento, eram palavras desconhecidas ao ser humano, até o irromper da ira de Deus como resposta direta ao pecado:

“Maldita será a terra, com suor trabalharás e em dores terás filhos” (Gn 3.13-17).

Deus, a 1ª e maior vítima do Pecado, nos alerta às consequências! E assim como muitos venenos em que os seus antídotos são fabricados a partir do próprio veneno, o Pecado, como uma doença terrível e mortal, é erradicado a partir do Sofrimento, Sofrimento Vicário, Substitutivo de Deus!!

Ele não tinha qualquer beleza ou majestade que nos atraísse, nada em sua aparência para que o desejássemos. Foi desprezado e rejeitado pelos homens, um homem de tristeza e familiarizado com o sofrimento. Isaías 53:2,3

EFEITOS DA DOR!                                                                                              

O pecado é um mal terrível, com efeitos desastrosos, doloridos e desgraçados! O pecado é uma doença aos homens incuráveis, é uma peste que se propaga no Toque, no Ar, na Fala, na Presença e na Ausência e até por Pensamentos.

A Palavra de DEUS nos garante: Nada pode nos afastar do Amor de Deus, mas o homem consegue se afastar, pelo pecado.

O pecado de Adão e Eva trouxe consequências terríveis, mas não somente a eles! A terra, o mar, os vegetais, os alimentos em geral, os animais, toda a criação foi atingida!

“… maldita é a terra por sua causa; com sofrimento você se alimentará dela todos os dias da sua vida…” Gênesis 3:17

AÇÃO e REAÇÃO –

Uma pessoa bêbada não traz prejuízos apenas para o seu cérebro, baço, fígado e artérias, mas, para uma esposa desiludida, para os filhos envergonhados, para uma sociedade desalmada. Se dirigir um carro não vai apenas se matar, levará outros consigo, estranhos, desconhecidos vítimas do pecado!

EM CRISTO – sendo Deus a 1ª e maior vítima, os efeitos do pecado trouxeram TRISTEZA e DOR! Tristeza profunda de um Pai que vê o seu filho morrendo aos poucos, como que se afogando enquanto o pai joga o bote salva vidas e o filho vendo-o “não o pega”!

A Páscoa é a lembrança da escravidão, dos açoites, das correntes do pecado que aprisionam o homem.

Havia – passado; uma dívida contra nós, o pecado gerou uma hipoteca impagável à humanidade, dívida esta contra divindade, santidade, pureza e perfeição de Deus!

Divida de luto, sofrimento e dor, e o seu antídoto estava na dor, sofrimento e morte do corpo físico pecador, para o surgimento do homem interior!

 Cristo “se faz” pecador, assume a nossa condição, o nosso sofrimento e paga o preço do pecado no esmagamento, esgotamento, anulação, abnegação, negação e morte do ser natural – velho homem, e a partir de sua obediência surge o novo homem, moldado não do pó da terra, todavia, da glória celeste.

Enfim, a nossa Páscoa!

Sendo o Pecado uma doença, o sangue de Jesus é a cura! Cristo sofreu em sua carne os efeitos de nossa doença, para que nós pudéssemos viver a sua vida!

Celebre entre amigos, comemore com a família, festeje esta data, pois a Pascoa não é somente a lembrança da Dor e Sofrimento, mas, a CERTEZA DA VITÓRIA!

Feliz Páscoa!!!

Pastor Publio Azevedo

Capelão e Professor do CBP

Deixe uma resposta

Fechar Menu